Blefaroplastia

Indicação
A plástica palpebral também é chamada de blefaroplastia. Fatores como a idade, textura e tipo da pele, problemas emocionais e herança genética poderão deixar como consequência as seguintes alterações na região das pálpebras:
  • pele palpebral: excesso, flacidez e alteração da cor;
     
  • gordura atrás das pálpebras: aumento do volume e queda (ptose);
     
  • músculo palpebral: flacidez e queda (ptose).

Tempo de internação
Geralmente mais rápida que as outras cirurgias plásticas, varia entre duas e 12 horas.

Tipo de anestesia
Geralmente a anestesia local associado a sedação, mas a anestesia local isolada ou a anestesia geral também são boas opções.

Técnica cirúrgica
Através de cortes (incisões) na própria pele das pálpebras que serão retiradas, realiza-se a cirurgia. Essas incisões ficam escondidas numa posição onde ficam imperceptíveis quando os olhos estão abertos. Nesta cirurgia retira-se o excesso de pele das pálpebras inferior e superior, bem como o acúmulo de gordura atrás das pálpebras, além de esticar o músculo palpebral para resultar numa aparência mais jovem da face.

Uma técnica especial, chamada transconjuntival, onde a incisão é feita dentro da mucosa da pálpebra (conjuntiva), faz com que as cicatrizes fiquem internas, ou sejam, não são vistas na pele. Entretanto esta técnica só pode ser utilizada em pacientes com excesso de gordura e sem excesso de pele.

Uma outra técnica especial é chamada blefaroplastia subperiostal, onde se consegue na mesma cirurgia tratar a pele, gordura e músculo das pálpebras, bem como elevar a pele do meio da face próxima ao nariz.

Orientações pós-operatórias

  • evitar esforços físicos por uma semana;
  • colírio semelhante à lágrima deve ser usado a cada duas horas (Lacrima Plus colírio);
  • realizar a higiene dentária normalmente;
  • retornar a dirigir após sete dias, em média;
  • usar cremes para face apenas com orientação médica;
  • não se expor ao sol por no mínimo 2 meses, e usar protetor solar fator 30 ou maior;
  • compressas com água fria sobre os olhos poderão ser úteis para diminuir o tempo de inchaço (edema) e proporcionar certo conforto pós-operatório. Também pode ser feito com chá de camomila gelado;

Pós-operatório
As pálpebras tornam-se muito inchadas (edemaciadas) após a cirurgia, chegando ao máximo com 72 horas, quando começa então a regredir. Nesse período algumas pacientes podem ficar com as pálpebras tão inchadas que não conseguem enxergar. Isso não é grave e em algumas horas ou poucos dias esse inchaço (edema) diminui o suficiente para enxergar normalmente.

Manchas roxas embaixo e em volta dos olhos podem surgir devido ao acúmulo de sangue que desce pela força da gravidade. Entre duas e quatro semanas são absorvidas normalmente pelo organismo.

As informações aqui colocadas correspondem ao mais habitual, podendo haver alterações de paciente para paciente. Por isso a consulta médica é indispensável.

 
Rio de Janeiro - RJ
Shopping Nova América
Av. Pastor Martin Luter King Jr, 126 - Office Torre 1000 - Sala 120 - Del Castilho
Telefone: (21) 96493-5440 / (21) 3627-1576
Cabo Frio - RJ
Avenida Julia Kubitschek, 16 - Sala 213 - Premier Center - Parque Riviera
Telefone: (22) 2648-1615 / (22) 99772-9001
Rio das Ostras - RJ
Clínica Mais - R. Mayer, 368 - Centro
Telefone: (22) 2648-1615 / (22) 99772-9001
Desenvolvimento Digital Net