Vibrolipoaspiração

A vibrolipoaspiração é um tipo de lipoaspiração que surgiu em 2002, com a criação do vibrolipoaspirador. Hoje mais da metade dos cirurgiões americanos utilizam este sistema ou outro semelhante.

É uma cirurgia indicada para quem quer reduzir a gordura localizada e acentuar o contorno da silhueta.

Primeiramente são injetados soro fisiológico, adrenalina no tecido adiposo, para diminuir o sangramento e o traumatismo durante a cirurgia, para que sangre menos e que possa se retirar uma maior quantidade de gordura com mais segurança. Essa técnica é chamada lipoaspiração úmida ou infiltrativa. Através de pequenas incisões (0,5 cm) são introduzidas finas cânulas motorizadas que são submetidas a movimentos vibratórios por meio de aparelhos acoplados que aspiram as gorduras locais. Desta forma é realizada a lipoaspiração do contorno corporal.

A técnica pode ser aplicada em várias partes do corpo, sendo que a duração da cirurgia depende da quantidade de gordura que será aspirada - normalmente entre duas e três horas - e a anestesia pode ser raquidiana ou peridural
(ambas com sedação), dependendo da extensão das áreas a serem tratadas.

De acordo com trabalhos comparativos realizados, a vibrolipoaspiração diminui em média 35% o tempo cirúrgico, diminui a dor pós-operatória em 45%, a diminuição do edema e equimoses é aproximadamente 50% menor, a quantidade de gordura aspirada é 30% superior. No entanto, o paciente deve seguir as recomendações médicas, como usar cinta elástica compressora durante 90 dias após a cirurgia, submeter-se a sessões de drenagem linfática, cumprir o tempo de repouso indicado e evitar a exposição solar por 90 dias.

Este procedimento cirúrgico permite que a recuperação do paciente seja mais rápida e menos invasiva que a lipoaspiração manual, pois o médico não precisa usar da força para introduzir as cânulas, mas sim direcioná-las de forma que provoque menos trauma nos tecidos. “Usualmente não necessita de anestesia geral”.

Esta cirurgia torna o procedimento mais rápido, por sua vez, diminui o tempo da anestesia, reduzindo os riscos causados por anestesias longas. Proporciona melhores resultados, pois permite a remoção de maior quantidade de gordura localizada, com menor trauma aos tecidos, portanto possibilitando uma recuperação pós-operatória com menos edema, hematomas, equimoses (manchas roxas), dor pós-operatória e perda sanguínea, que a lipoaspiração convencional. Conseqüentemente o material aspirado tem praticamente só gordura, com quantidade mínima de sangue.

Portanto, esta técnica proporciona mais conforto e segurança ao paciente e ao médico, o que também facilita a associação de outras cirurgias num mesmo ato cirúrgico. Ela surgiu para tentar resolver o dilema de realizar a tão sonhada cirurgia, com a recuperação mais rápida, se comparada com a lipoaspiração tradicional, possibilitando o retorno às atividades cotidianas mais cedo sem ter de se afastar por muito tempo do trabalho.

A grande procura por esta cirurgia se deve pelo grande atrativo de poder fazer uma lipoaspiração com uma recuperação mais rápida e com menos dor. Ainda com a possibilidade de lipoaspirar uma quantidade maior de gordura, o que vem a ser uma grande vantagem.

É um procedimento cirúrgico, e como tal, requer uma série de cuidados para minimizar os riscos, pois qualquer procedimento cirúrgico tem riscos. Mas ele se torna mínimo quando tomamos todos os cuidados.

A vibrolipoaspiração veio para ficar e tem ajudado várias pessoas a adquirir contornos mais bonitos e ficarem bastante satisfeitas, com maior segurança e eficácia. Podemos dizer que a técnica veio para ajudar e muito nossos pacientes, com excelente benefícios e com grande impacto na auto estima dos mesmos.

A Lipoescultura é aplicado a injeção de parte da gordura lipoaspirada (lipoenxertia), é usada para dar volume a áreas em que se precisa um maior preenchimento, em áreas do corpo que apresentam depressão ou pouco volume de gordura, para dar melhor contorno corporal, mais harmonia e beleza. Podemos fazê-la nas coxas, pernas, braços, mamas, sulcos da face, glúteos, depressões embaixo da pele, etc.

Indicação:
É a cirurgia plástica estética mais realizada no mundo. É uma cirurgia para a redução do volume de gordura corporal, em áreas localizadas, conferindo ao paciente um melhor contorno corporal. Embora muitos achem, a lipoaspiração não é feita para perder peso, pois a maior mudança se dá na silhueta corporal e não balança. Quando bem indicada e bem conduzida, é uma cirurgia muito segura.

Conforme Resolução do Conselho Federal de Medicina, “há necessidade de treinamento especifico para a sua execução” (lipoaspiração). E o profissional mais treinado e capacitado é o cirurgião plástico.

A lipoaspiração é uma modalidade cirúrgica e possui suas variações de execução conforme indicação.

Tempo de internação
De 12 a 24 horas, dependendo do tamanho da lipoaspiração e da anestesia.

O limite do volume a ser retirado nunca deve exceder sete por cento do peso corporal, bem como 40% da área do corpo (Resolução nº 1711 do CFM).

Pós-operatório
Os pontos são retirados entre cinco e sete dias. Geralmente há inchaço (edema) que a partir de 72 horas começa a diminuir progressivamente. Manchas roxas (equimoses) são frequentes, mas resolvem sozinhas em até 21 dias, na maioria dos casos.

Durante o primeiro mês após a lipoaspiração o paciente apresenta notável melhora do edema, quando então passa a notar endurecimento na área operada, decorrente da cicatrização interna. Este endurecimento melhora progressivamente durante o segundo e terceiro meses, época na qual ocorre uma maior retração da pele. É recomendado a Endermoterapia e eletroestimulção.

Uma cinta elástica compressiva deve ser usada entre oito e doze semanas e são indicadas drenagem linfática e ultrassom a partir do quinto dia da cirurgia, no intuito de acelerar a recuperação, reduzir o inchaço e o endurecimento.

Complicações
Dentre as complicações possíveis, podem ser citadas: acúmulo de líquido (seroma), irregularidades como depressões e a dor no local da cirurgia, hematomas, infecção.

Entretanto, quando a indicação da cirurgia é precisa, a técnica cirúrgica é bem executada, dentro de um centro cirúrgico adequado, os cuidados pré e pós-operatórios são seguidos corretamente, essas complicações são muito raras.

O seroma, a complicação mais comum em grandes lipoaspirações, é o acúmulo de um líquido claro na região operada, que se apresenta como uma “bolsa d’água”. Nestes casos se procede ao esvaziamento através de punções, com resolução do problema e sem prejuízo do resultado.

Resultado definitivo
O resultado definitivo da lipoaspiração se dá após 6 meses, quando todo o inchaço (edema) acaba sendo absorvido pelo organismo, porém chega-se a 80% aos 4 meses. A flacidez da pele pode levar até um ano para apresentar sua retração máxima.
As informações aqui colocadas correspondem ao mais habitual, podendo haver alterações de paciente para paciente. Por isso a consulta médica é indispensável.
 
Rio de Janeiro - RJ
Shopping Nova América
Av. Pastor Martin Luter King Jr, 126 - Office Torre 1000 - Sala 120 - Del Castilho
Telefone: (21) 96493-5440 / (21) 3627-1576
Cabo Frio - RJ
Avenida Julia Kubitschek, 16 - Sala 213 - Premier Center - Parque Riviera
Telefone: (22) 2648-1615 / (22) 99772-9001
Rio das Ostras - RJ
Clínica Mais - R. Mayer, 368 - Centro
Telefone: (22) 2648-1615 / (22) 99772-9001
Desenvolvimento Digital Net